Papa Francisco responde carta da UEMASUL

Hoje, (21), chegou à UEMASUL, a resposta à carta enviada pela instituição ao Papa Francisco, por ocasião do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano, Roma, em outubro de 2019, e que discutiu a floresta Amazônica.

A carta, assinada pelo Monsenhor L. Roberto Cona, agradece a homenagem e transmite “os seus votos de melhores felicidades aos professores, alunos e funcionários dessa Universidade, a fim de cooperarem sempre com espírito fraterno para o bem comum de todos os habitantes do Estado do Maranhão e do Brasil, sob as Bênçãos de Deus”.

Matrículas para o Semestre 2020.1

Calouros e veteranos da UEMASUL, fiquem atentos às datas de matrícula e início de semestre letivo para os três campi: Estreito, Açailândia e Imperatriz. Mais informações, acesse o Calendário Acadêmico aqui no site!

#Iníciodesemestre  #PraCegoVer Banner com as seguintes informações: 27 a 31/Jan Calouros; 03 a 07/Fev Veteranos; 10 a 12/Fev Ajuste de Matrículas; 17/Fev Início do Semestre.

Resultado PAES 2020

 

A Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) divulgou na tarde desta sexta (17) a lista de aprovados no Processo Seletivo de Acesso à Educação Superior (PAES 2020).

A lista de aprovados foi entregue oficialmente pela presidente da Comissão do PAES, Cristiane Pestana, ao reitor Gustavo Costa, na Reitoria, com a presença de gestores da UEMA e de membros da Assessoria de Concursos e Seletivos da Reitoria (ASCONS).

O PAES teve um número expressivo de inscritos, com 66.746 candidatos maranhenses e de outros estados, que concorreram a 4.030 vagas da UEMA e 910 vagas da UEMASUL.

Confira as listas:

IMPERATRIZ

AÇAILÂNDIA

ESTREITO

SISTEMA ESPECIAL DE RESERVAS DE VAGAS PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA 

SISTEMA ESPECIAL DE RESERVAS DE VAGAS PARA ESTUDANTES NEGROS OU DE COMUNIDADES INDÍGENAS

Com informações da ASCOM UEMA.

Roda de Conversa no curso de Letras discute gestão municipal da educação em Açailândia

Em busca de criar condições para que os acadêmicos de Letras da disciplina de férias “Gestão de Sistemas Educacionais” construam conhecimentos, desenvolvam habilidades e formem senso crítico,  aconteceu na última semana uma Roda de Conversa no Centro de Ciências Humanas, Sociais, Tecnológicas e Letras – CCHSTL, em Açailândia, com a e ex-secretária de educação do município, Maria Luiza Oliveira Vieira.

Na ocasião, os alunos puderam fazer perguntas relacionadas aos mais de 20 anos de experiência profissional da professora. Além dos acadêmicos do 3º Período de Letras, participaram também a diretora de Centro, professora Tânia Regina e as professoras Simony Raffa e Maria Alice dos Santos.

Dona Maysa, como é popularmente conhecida, relatou um pouco sobre sua história como educadora e sua experiência na gestão da educação. Esclareceu dúvidas sobre infraestrutura, planejamento, qualificação e motivação dos profissionais da educação, avaliação, material didático, transporte e merenda escolar, financiamento e sistema de colaboração entre o município de Açailândia e outros entes federados. Além de compartilhar sobre os principais desafios e a alegria das experiências exitosas conquistadas ao longo da carreira.

Para encerrar sua fala junto à turma, enfatizou a importância de ações como essa junto aos cursos de ensino superior: “Parabenizo a  UEMASUL, na pessoa da Diretora de Centro a professora, Tânia Regina e a professora Simony Raffa pela iniciativa de tratarem desse tema tão importante que é a educação, e me coloco a disposição para participar de outros momentos como este”.

Saúde Mental é tema de palestra alusiva ao Janeiro Branco

Organizada por meio da Divisão de Serviço Social e Médico da UEMASUL, a palestra sobre saúde mental foi uma atividade alusiva ao “Janeiro Branco”, campanha que tem como objetivo alertar sobre a importância do cuidado com a saúde mental em busca de mais qualidade de vida. Marlene Lima, vice-presidente do Comitê de Promoção à Vida e Prevenção ao Suicídio, falou com professores, servidores e estagiários da universidade sobre o tema.

Na UEMASUL, a Divisão de Serviço Social e Médico oferece acolhimento, orientações, encaminhamentos para acompanhamento psicoterapêutico no Sistema Único de Saúde (SUS) e atendimento psicológico e psiquiátrico por meio dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS).

Bolsas de Estudo na Hungria

O programa de Bolsas de estudos Stipendium Hungaricum está com edital aberto, são 250 bolsas para estudantes brasileiros que desejam estudar na Hungria. O prazo para inscrições de candidatos na plataforma online vai até dia 15 de janeiro de 2020. A Assessoria de Assuntos Internacionais da UEMASUL está à disposição para tirar dúvidas sobre o programa.

Para mais informações e acessar ao edital, confira o link.

#PraCegoVer Banner em fundo azul com as seguintes informações: Study in Hungary. Bolsa Hungaricum Stipendium Scholarship. Prazo de entrega da candidaturas até o dia: 15/01/2020.

Caminhos do Sertão realiza a última formação de docentes do ano

O Programa de Formação de Docentes da UEMASUL, Caminhos do Sertão, realizou no fim de semana a última formação do ano. Em parceria com as prefeituras municipais de sua área de abrangência, o programa oferece oportunidades de acesso ao ensino superior aos professores em exercício nas escolas públicas estaduais e municipais sem formação adequada à Lei de Diretrizes e Bases, impulsionando a formação de professores reflexivos e atuantes na sociedade.

A formação, que aconteceu no campus de Imperatriz, trabalhou com professores de língua portuguesa, artes, geografia, matemática e ciências biológicas dos municípios contemplados com as cinco unidades avançadas: Vila Nova dos Martírios, Itinga do Maranhão, Amarante e Porto Franco, atendendo aos 22 municípios de sua ação territorial, o que causará impacto importante na democratização do acesso ao ensino superior público.

A coordenadora pedagógica do programa, Gilvania Ferreira, conta que os participantes serão multiplicadores da formação nos seus municípios com os demais profissionais: “Tudo que eles aprendem aqui irão replicar nos municípios, é o grande objetivo da formação, trazendo também a experiência desses professores na sala de aula, mas também auxiliar em como ele vai poder potencializar a sua prática”.

Para Edileusa Fernandes, professora de história e coordenadora pedagógica da rede municipal de Porto Franco, que participou da formação, o “Caminhos do Sertão” é um programa que multiplica experiências. “Um dos maiores aprendizados na formação foram as atividades mais dinâmicas, a gente percebeu que tem como dar uma aula mais prática, suprir o aluno dessa necessidade da vivência do cotidiano e da aprendizagem com o que ele convive na vida”.

Ampliação

Representantes dos municípios de Amarante, Buritirana e Sítio Novo, participaram de reunião com a reitora da UEMASUL, professora Elizabeth Nunes Fernandes, para discutir sobre a efetivação das unidades avançadas do programa de formação de docentes. Estiveram presentes também a pró-reitora de Gestão e Sustentabilidade Acadêmica, professora Maria da Guia Taveiro Silva, e a coordenadora do programa, professora mestra Nice Rejane da Silva Oliveira.

Durante a reunião foi ressaltado o apoio das lideranças desses município à implementação do programa em Amarante do Maranhão, o que tornará possível a ampliação do Caminhos do Sertão para as duas cidades vizinhas, Sítio Novo e Buritirana. O vereador da cidade de Amarante, João Batista Lima, falou sobre as expectativas do programa de formação: “Nós temos uma demanda grande, apresentamos aqui as informações que desejamos para que de fato a unidade possa ser instalada em 2020. A nossa expectativa é para que no próximo ano a unidade avançada já funcione no município de Amarante atendendo a esses três municípios”.

Caminhos do Sertão é o reflexo do compromisso que a UEMASUL tem com o ensino de qualidade. Proporcionando oportunidade de acesso ao ensino superior para professores sem licenciatura, de forma gratuita, a universidade contribui para o aumento nos índices educacionais da região Tocantina como explicou a coordenadora do programa, Nice Rejane: “No maranhão nós temos duas universidades estaduais, mas, a gente entende que precisa possibilitar ainda mais acesso. Esse programa torna possível o acesso ao ensino superior e trabalha para a qualificação dos professores, ainda temos índices negativos sobre formação profissional que impacta na qualidade do ensino, e a gente precisa modificar essa realidade, o que é papel da universidade”.