UEMASUL realiza II Congresso de Bolsa Permanência Estudantil

Com a proposta de apresentar os resultados dos bolsistas que participam do programa de Bolsa Permanência Estudantil e promover a discussão acerca da política nacional de Assistência Estudantil, II Congresso de Bolsa Permanência Estudantil é realizado a cada seis meses na Universidade Estadual da Região Tocantina (UEMASUL)  com uma programação recheada de apresentações.

Realizado com um novo formato, o evento incluiu nesta edição atividades que visam proporcionar diálogo e debate entre bolsistas e comunidade acadêmica por meio de grupos de discussão e de grupos de trabalho, além da apresentação de pôsteres com a perspectiva de relatar as experiências dos bolsistas e suas competências desenvolvidas ao longo do programa.

Na abertura do evento o Prof. Cesar Alessandro Sagrillo Figueiredo, da Universidade Federal do Tocantins (UFT), apresentou a conferência “Permanência Estudantil como direito: o futuro da Assistência Estudantil nas universidades brasileiras”, que pautou o atual momento de contingenciamento e corte de investimentos públicos no ensino superior.

A UEMASUL possui atualmente 89 bolsistas atuando no âmbito administrativo, cultural e extensão. De acordo com o chefe da Divisão de Acesso e Permanência Estudantil (DAPE), Edelblan Conrado da Silva Rocha, cada bolsista possui um plano de trabalho diferenciado e é acompanhado por um tutor e um supervisor. “O programa de Bolsa Permanência além de promover a assistência ao estudante,  também se constitui como programa de educação tutorial, onde o tutor e o supervisor acompanham de perto a execução do plano de trabalho e fazem um exercício de orientação, supervisão e de acompanhamento do desenvolvimento das competências e habilidades desses bolsistas”, diz Edelblan.

A UEMASUL tem investido e ampliado o número de bolsas para que os acadêmicos do programa assistencial tenham acesso à pesquisa, extensão. Para a acadêmica do segundo período de Geografia, Helen Giovanna Pereira Fernandes, o auxílio financeiro proporcionado pelo programa aos bolsistas em vulnerabilidade socioeconômica, é o que ampara ela e outros estudantes a continuarem na graduação. “Nós só estamos aqui na Universidade rumo a nossa graduação graças a esse programa, sem ele não teríamos muita perspectiva de continuidade. Com as atividades que acabo exercendo, ele me auxilia muito na minha graduação, porque realizo atividades no laboratório de Cartografia. Então são conhecimentos adquiridos para o decorrer da minha graduação inteira e também é um desenvolvimento profissional, que já está me preparando para o mercado de trabalho”, conta a acadêmica.

“Como eu moro em outro município, dificultava o meu acesso até a Universidade e através do bolsa permanência eu encontrei uma forma para poder me locomover até a faculdade e ele tem sido muito importante para mim porque através dele eu tenho adquirido experiências administrativas, porque o bolsa  a gente tem que cumprir uma carga horária de 12 horas semanais em algum setor da Universidade e eu tenho que oferecer um serviço, auxiliar nas demandas”, afirmou Cristiana Marques, acadêmica do curso de Letras.

Cerca de 7 mil pessoas visitaram a SNCT em Açailândia

A 9ª edição da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), em Açailândia, contou com a apresentação de trabalhos científicos, palestras, apresentações culturais e minicursos, com participação de estudantes do ensino médio e superior. A semana teve o objetivo de mobilizar a população, com ações de ciência e tecnologia, mostrando sua relevância e os impactos para a sociedade.

A SNCT foi fruto da parceria entre UEMASUL,  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) e Faculdade Vale do Aço (Favale).

A abertura contou com a presença do “Ciência em Show”, um grupo de cientistas que viaja todo Brasil ensinando ciência de maneira descomplicada e descontraída. O estudante de Metalurgia do SENAI, João Paulo Maia falou sobre a importância do evento. “Esse tipo de show aguça nossa  curiosidade, já que nós, jovens estamos sempre em busca de novos conhecimentos.  Ações como essa nos estimulam muito em busca de novas tecnologias e aprendizados”.

Os estudantes da UEMASUL participaram com 35 trabalhos de iniciação científica, apresentados em formato de pôsteres. A acadêmica de Letras/Português, Eliabe Lima apresentou o pôster “Volto já: sensações líquidas de ser”. Para ela o evento é uma oportunidade única de aprendizado. “É a primeira vez que tantas instituições se unem para a SNCT em Açaiândia. É maravilho porque  a gente pode acompanhar de perto junto com a nossa comunidade. A semana trouxe para Açailândia um impacto cultural e de conhecimentos muito forte por meio da pesquisa e inovação”.

A professora Nathália Castro, diretora em exercício do Centro de Ciências Humanas, Sociais, Tecnológicas e Letras da UEMASUL, campus Açailândia, falou sobre a importância e necessidade da realização do evento. “A parceria com várias instituições possibilitou a realização desse evento aqui para Açailândia. Isso se torna essencial para os nossos acadêmicos já adentrarem na área científica, para eles conseguirem entender a sua importância. Foi uma troca de experiências, e isso é também muito importante para as escolas do Ensino Médio, já que estamos abrindo as portas da universidade para eles conhecerem como é o nosso trabalho, é uma oportunidade única”.

Pró-reitoria de Administração elabora Planejamento Operacional para 2020

Na segunda-feira (21), os coordenadores que fazem parte da Pró-reitoria de Planejamento e Administração da UEMASUL (PROPLAD), se reuniram com a pró-reitora Sheila Elke Araújo Nunes para elaborarem o Planejamento Operacional da PROPLAD 2020. Na instituição, o planejamento tem como fundamento conter todos os objetivos das coordenações que fazem parte do setor, e é um documento que irá traçar as metas e o Plano de Ação a serem desenvolvidos de janeiro a dezembro do próximo ano.

A reunião foi a primeira etapa para a execução da produção do plano. Esse ciclo se estende para as outras pró-reitorias, a Pró-reitoria de Gestão e Sustentabilidade Acadêmica (PROGESA) e posteriormente para a Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (PROPGI). Estavam presentes na reunião coordenadores dos setores de Infraestrutura, Tecnologia da informação, Gestão de Pessoas, Orçamento e finanças e Compras e patrimônio.

O plano da PROPLAD 2020 reforça o compromisso da UEMASUL, pautada no desenvolvimento de uma educação superior de qualidade. O coordenador de Planejamento e Administração, Júlio Rodrigues, falou sobre a reunião e seus desdobramentos: “A reunião foi brilhante de fato, porque todos os coordenadores apresentaram um posicionamento das suas coordenações; e eles ficaram de enviar para a PROPLAD todos os objetivos e as metas do plano de ação para que a gente pudesse formalizar esse documento”.

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia encerra com premiação de estudantes

Encerrou na noite da última sexta-feira (18), a primeira Semana Nacional de Ciência e Tecnologia na Região Tocantina, organizada pela UEMASUL em parceria com as instituições IFMA, IEMA, FEST, FACIMP, UFMA, SEBRAE e do Sistema FIEMA, SENAI, SESI e FAVALE, com apoio da Secretaria de Educação do Governo do Estado do Maranhão (SEDUC) e Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI).

A SNCT teve o objetivo de mobilizar a população, em especial os jovens, para atividades científicas e tecnológicas. O evento é uma ferramenta de popularização e difusão da ciência em todo o país e pretende, por meio da ciência, alcançar a comunidade da região. A semana aconteceu entre os dias 16, 17 e 18 de outubro, com o tema Bioeconomia: Diversidade e Riqueza para o Desenvolvimento Sustentável, e contou com a participação de alunos do ensino médio da rede pública de Imperatriz, e com estudantes do ensino superior.

Foram mais de 900 alunos inscritos participaram das atividades da SNCT, sendo 600 inscritos nos minicursos que aconteceram simultaneamente em todas as instituições organizadoras. 258 trabalhos foram apresentados, 45 deles feitos por alunos do ensino médio. A semana também contou com sessões de cinema, exposição de pôsteres, ciência na praça, e visitas de escolas do ensino fundamental. Cerca de 5 mil pessoas participaram do evento.

Os melhores trabalhos do ensino médio foram premiados durante a cerimônia de encerramento, divididos em 5 áreas de conhecimento. O Centro de Ensino Graça Aranha levou 4 prêmios, nas categorias Ciências Humanas, com o trabalho Música e Ditadura: as contestações de Raul Seixas; Ciências Exatas, com A construção e a utilização do microscópio caseiro em sala de aula; Linguagens, com o trabalho Clara dos Anjos e o Feminismo; e nos destaques da mostra em primeiro lugar: A invisibilização das mulheres no processo educacional filosófico do ensino médio. Já o Colégio Militar Tiradentes II, ganhou o prêmio na categoria Ciências Naturais e Biológicas, com: A prática da compostagem como um efeito sustentável na cidade de Imperatriz, no bairro centro e no Colégio Militar Tiradentes II.

”Nós tivemos uma ótima participação, com muitos inscritos, com participação efetiva dos alunos do ensino médio, levamos a ciência para a praça, alcançamos o objetivo que é a divulgação da ciência na região, o que faz com que possamos reeditar a nossa SNCT, novamente em articulação com outras instituições de ensino e pesquisa, tanto públicas quanto particulares.” Ressaltou a coordenadora geral da SNCT na Região Tocantina, Nice Rejane.

Jacqueline de Oliveira, acadêmica do curso de Engenharia Florestal, apresentou durante a mostra de trabalhos os resultados da sua análise de diferentes métodos de quebra de dormência em duas espécies florestais, orientada pelos professores Wilson Araújo e Cristiane Matos. A acadêmica falou sobre sua experiência na SNCT. “Essa foi a primeira vez que eu participei da SNCT, e ter tido a oportunidade de apresentar um trabalho em casa, na UEMASUL, é ainda mais gratificante, porque apresentar um trabalho já é bom e tendo os meus orientadores do lado dando dicas e suporte é melhor ainda.”

“Com certeza é um desafio muito grande fazer isso nos dias em que vivemos, e a UEMASUL, uma universidade muito jovem, teve a ousadia de promover a primeira Semana Nacional de Ciência e Tecnologia da Região Tocantina, e já começou grandiosamente, um evento que conseguiu congregar as instituições locais que fazem ciência, que promovem tecnologia e todos estão de parabéns”, declarou o secretário adjunto de cidadania digital e inovação, da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação do Estado, Nivaldo Muniz.

A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia também será realizada em Açailândia nos dias 25 e 26, nas instituições de ensino superior. Serão ofertadas oficinas, palestras, apresentações de trabalhos científicos, mostra de inovação e tecnologia e a participação da grupo Ciência em Show, durante os dois dias do evento. A UEMASUL também estará presente na SNCT em São Luís no período de 22 a 25 de outubro, com um stand institucional e uma delegação de cerca de 90 alunos e professores.

UEMASUL realiza Aula Magna do mestrado em Letras

 

A Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UEMASUL), promoveu ontem (16), a Aula Magna do curso de Mestrado em Letras. A mesa da cerimônia de abertura foi composta pela Gestão Superior, do coordenador do Mestrado com a presença do deputado estadual Marco Aurélio. Em seguida houve a palestra, o “Mestrado profissional: característica e especificidades”, ministrada pelo Professor Doutor Antônio de Assis Cruz Nunes.

O mestrado é o primeiro da instituição e o único de toda a região na área das Letras. O programa tem como objetivo proporcionar ao professor da área, formação científica e cultural, ampla e aprofundada. Aprovado em abril, pela coordenação de aperfeiçoamento de pessoal de nível superior (CAPES), o Programa de pós-graduação em Letras está em consonância com o Plano Nacional de Educação as diretrizes estratégicas da UEMASUL, previstas no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI).

A abertura do programa proporciona mudanças na sociedade, como explica o coordenador do mestrado, professor Gilberto Freire de Santana. “Ter um mestrado na cidade de Imperatriz é uma grande vitória da nossa região, é com isso que realizamos nosso papel de uma universidade que dá oportunidade às pessoas a dar continuidade aos seus estudos, ao seu exercício profissional, para a qualidade, para aquilo que a gente sonha para a região Tocantina, que é o melhor ensino, cada vez mais empenhado numa qualidade e no retorno para a sociedade, provocando mudanças efetivas nela”.

O programa de pós-graduação é destinado aos profissionais graduados em Letras, e em áreas do conhecimento que tenham afinidade com a temática central da área de concentração, considerando duas linhas de pesquisa: Literatura, diálogos e saberes; e Linguagem, memória e ensino. A pós-graduação, na UEMASUL, é uma oportunidade para os alunos egressos do curso de Letras continuarem a carreira acadêmica, como fala a mestranda Edna Torres, “Eu vejo como uma oportunidade de crescimento profissional e principalmente, como é um sonho da universidade, da UEMASUL, e também para nós. Porque nós enquanto professores, para se deslocar pra outro lugar, para fazer (o curso), seria muito complicado. E sem contar a importância que tem para o desenvolvimento da região na questão da educação”.

“É um marco para Imperatriz e para toda a região tocantina, reforçamos nosso compromisso com a desenvolvimento regional e com a democratização do ensino superior, agora na pós-graduação”, afirmou a reitora da UEMASUL, Elizabeth Nunes Fernandes.

UEMASUL promove VI edição do INOVE

Promovido pela empresa Júnior de Consultoria da UEMASUL, a VI edição do INOVE agregou conhecimentos para um público de empreendedores, empresários, acadêmicos de Administração, Contábeis, Marketing, e de Recursos Humanos. O objetivo do evento foi para se compreender os efeitos da “Quarta revolução industrial e o desenvolvimento das pessoas dos processos que as cercam e da tecnologia”.

Athalaeny Gomes, acadêmica do 8º período de Administração e presidente da Empresa Júnior de Consultoria falou sobre a realização do evento: “A proposta do Inove é atualizar os acadêmicos de Administração e de áreas afins sobre o mercado de trabalho.”

A palestrante que abriu o encontro, professora Jailza Tomáz, trabalhou por mais de 30 anos na inciativa privada. Sua palestra: “Gestão 4.0, o mundo em movimento” explicou aos estudantes os novos modelos de indústrias, as habilidades e liderança.

 O INOVE foi encerrado com a aula do professor egresso Esmerahdson de Pinho, que reforçou a importância do evento para os futuros profissionais. “As universidades devem estreitar seus laços a fim de promover mais eventos como esse, pois são importantes para que o aluno saia do quadrado (sala de aula) e se envolva em atividades complementares, que o engrandeçam como profissionais.”

Papa Francisco recebe mensagem da UEMASUL

O professor da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão, Moab César Carvalho Costa, participa do Sínodo da Amazônia, no Vaticano, em Roma, que este ano discute a floresta Amazônica. Moab representa a UEMASUL e o seguimento Pentecostal como Delegado Fraterno.

Durante o encontro, o professor entregou ao Papa Francisco uma mensagem especial da reitora Elizabeth Nunes Fernandes. Na mensagem estão destacados os princípios da UEMASUL, pautados no compromisso com o Desenvolvimento Regional, primando por uma relação equilibrada com a natureza, em perspectivas local e global.

Leia a carta na íntegra:

MENSAGEM À ASSEMBLEIA ESPECIAL DO SÍNODO DOS BISPOS PARA A REGIÃO PAN-AMAZÔNICA  SÍNODO PAN-AMAZÔNICO – Cidade do Vaticano – 6 a 27 de outubro de 2019

A Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão – UEMASUL, criada pela Lei Estadual nº 10.525, de 3 de novembro de 2016, é a primeira Universidade Regional do Maranhão, um dos estados do Brasil com os índices de desigualdade e pobreza ainda marcantes no seu tecido social.

Localizada na região Sudoeste do Maranhão, sua área de atuação compreende o Território Rural do Cerrado Amazônico, integrada por 22 municípios, com c. 700.000 habitantes, em quatro importantes bacias hidrográficas: Tocantins, Gurupi, Pindaré, Grajaú e Mearim. Território dos povos originários denominados de Timbiras Orientais.

Com a totalidade de sua área na porção oriental da Amazônia Legal, a UEMASUL tem por missão “Produzir e difundir conhecimentos, por meio do ensino, da pesquisa e da extensão e formar profissionais éticos e competentes, com responsabilidade social, para o desenvolvimento sustentável da região Tocantina do Maranhão, contribuindo para a elevação cultural, social e científica, do Maranhão e do Brasil”. 

Dentre seus objetivos sistêmicos, apresentamos aqui aquele que se alicerça em fomenter a fraternidade, a equidade, a convivência, a solidariedade e a aproximação entre gerações, povos e nações, contrapondo-se a toda e qualquer forma de violência, preconceito, intolerância e segregação.

Um dos seus quatro princípios é o compromisso com o Desenvolvimento Regional, nos aspectos individual, social, político, ambiental e econômico, articulando-se com instâncias representativas dos diversos setores da sociedade, mediante um padrão equilibrado de relação com a natureza, em perspectivas local e global.

Esse contexto de ver, estar e agir no mundo que definimos para nossa Alma Mater se faz relevante na nossa mensagem nesse Sínodo da Amazônia, pois compreendemos a Amazônia para além de um Bioma, mas como um território onde estão conectadas de modo multidiverso as formas de vida, humanas e não-humanas.

A Amazônia é uma aliança.

Contribuir nos esforços poiéticos de luta, preservação e conservação da Amazônia, é na sua potência de agir, lutar pelos povos da floresta, sua cultura, seus saberes e sua importância como herança para o futuro de todos.

A urgente necessidade de uma tomada de consciência e de ações proativas em relação aos cuidados com o planeta terra, nossa casa comum, em especial a floresta Amazônica, acende um alerta e convoca toda a humanidade para uma mudança de posição imediata. Tudo está interligado, como nos adverte as concepções da Ecologia Integral, e nesse sentido, o Sínodo para a Amazônia se constitui no mais importante lócus de reflexão sobre o futuro do planeta.

As lutas pela preservação da Amazônia envolvem não só a questão do meio ambiente, mas de populações que sofrem com sua devastação, provocada pela cultura capitalista de consumo e de descarte. Ali, no centro e nas periferias, habitam os povos originários, cuja relação com a natureza é a mais profunda possível. Nesse sentido, consideramos urgente a necessidade de garantia dos direitos a terra, a inviolabilidade dos seus espaços, de sua cultura, de suas decisões voluntárias pelo isolamento e pela opção de uma relação mais próxima com o homem dito “civilizado”. É preciso que a eles seja garantida a alteridade e a autodeterminação.

Por outro lado, concordamos que é preciso garantir, também, a sobrevivência das comunidades amazônicas, dos ribeirinhos, seringueiros, pescadores e agricultores familiares que lá se estabeleceram. O avanço insaciável do agronegócio, da indústria da mineração e da produção de energia tem provocado inúmeros impactos socioambientais, incorrendo em crimes violentos contra lideranças que defendem a vida na Amazônia.

Com a atenção voltada para estas questões, a Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão – UEMASUL tem firmado compromissos na formação de profissionais focados no cuidado dos mais necessitados, na agroecologia, na agricultura familiar, na sustentabilidade e no respeito a autodeterminação dos povos originários. E na convicção que esta é uma causa comum, declaramos nosso total apoio ao Sínodo da Amazônia e aguardamos com ansiedade as reflexões nele produzido.

Imperatriz – MA-Brasil, em 03 de outubro de 2019.

Conselho Universitário

Profª.  Elizabeth Nunes Fernandes

Reitora

Presidente do Conselho Universitário