UEMASUL sedia primeira Agro Hacka da Região Tocantina

A Agro Hacka Imperatriz, realizada na UEMASUL, foi uma maratona imersiva e desafiadora. Com 54 horas de duração, trouxe como objetivo principal a promoção de novas tecnologias e negócios por meio da solução de desafios locais do agronegócio do Maranhão. Executado pela Softex, o evento foi uma ação do Programa de Inovação Estadual – Inova Maranhão, realizado pela SECTI-MA.

Por ter uma proposta completamente hands-on (mão na massa), uma hackathon é capaz de interagir com os participantes permitindo a co-criação de projetos inovadores. Nivaldo Costa Muniz, secretário adjunto de Inovação e Cidadania Digital, comenta que a escolha da universidade foi acertada. “Todas as pessoas envolvidas estão de parabéns, os monitores estavam o tempo todo orientando, animando os participantes e o produto é a prova de que fizemos uma escolha acertada, tanto da temática quanto do local”.

O evento contou com uma vasta programação entre palestras, atividades de imersão, e produção dos projetos. As equipes vencedoras foram: em 1º lugar o Pac APP, em 2º lugar a Tanqtech e em 3º a Seed Back, duas delas com participação de alunos da UEMASUL dos campi Imperatriz e Açailândia. A estudante de Engenharia Agronômica Aline Silva, que estava na equipe que levou o primeiro lugar, conta que esse foi um momento único. “Essa experiência foi muito importante tanto para minha vida pessoal quanto profissional. Nunca me imaginei participando de um evento assim na universidade”.

Para a reitora Elizabeth Nunes Fernandes, as expectativas foram superadas. “O tema tem tudo a ver com a nossa região e com a UEMASUL. Vi a apresentação de todos os projetos de startups e pudemos ver um futuro para o agronegócio, pudemos perceber o quanto a educação é transformadora”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *