UEMASUL realiza colação de grau de 96 alunos em Imperatriz

A Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UEMASUL) realizou, na noite de quinta-feira (28), Solenidade de Outorga de Grau 2018-2. Foram 96 novos profissionais oriundos de 13 cursos da universidade, formados e qualificados para promover o desenvolvimento humano e social do nosso estado. 

Realizada na Primeira Igreja Batista de Imperatriz, a solenidade contemplou 12 cursos do campus Imperatriz:  Administração; Ciências Biológicas; Ciências com Habilitação em Matemática; Engenharia Agronômica; Engenharia Florestal; Física; Geografia; História; Letras, Língua Portuguesa, Língua Inglesa e Literaturas; Letras, Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa; Medicina Veterinária; Pedagogia; e Tecnologia de Gestão Ambiental, campus Açailândia. 

A solenidade foi marcada pela alegria e emoção dos formandos, seus familiares e de toda a comunidade acadêmica. Em seu pronunciamento, a reitora da UEMASUL, Elizabeth Nunes Fernandes, reforçou o compromisso da universidade na formação não só de profissionais, mas, também cidadãos e cidadãs conscientes de sua função social, destacando a emoção de conduzir a cerimônia. “É lindo quando nós vemos a emoção dos pais, como é lindo de ver! É uma imagem que realmente eu gostaria de compartilhar com todos, ver a mãe que vibra, os familiares e amigos reunidos para celebrar esta vitória, e que talvez sejam ou representem o primeiro formando da família na universidade pública”, afirmou a reitora.  

A acadêmica Bárbara Pereira Duarte, formanda do curso de Letras, foi escolhida pelos seus colegas como oradora oficial dos concludentes. Em seu discurso, declarou. “Precisamos e vamos nos orgulhar de nós, de tudo que vivenciamos no entorno dos muros dessa Universidade, pelos dias em que unidos em ativismo, lutamos pela aprovação da UEMASUL, de cada dia nas paradas de ônibus, de cada sol e chuva, de cada um dos professores que nos inspirou a sermos melhores”.  

Inclusão 

Esta foi a primeira cerimônia de outorga de grau da UEMASUL com tradução em Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS. “Apesar de não termos estudantes deficientes auditivos ou surdos, entendemos que esse é um protocolo que temos que implementar em todos os eventos oficiais de nossas instituição”, afirmou o vice-reitor da UEMASUL, Expedito Barroso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *