UEMASUL investiu mais de R$ 3,2 mi em ensino em 2018

Ao longo destes dois anos de criação, a Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UEMASUL) apresenta evolução dia após dia. 2018 foi um ano de crescimento em projetos de pesquisa e extensão, além de investimentos em modernização e novas oportunidades em ensino. Em fevereiro de 2018, foi anunciada a criação do curso de Medicina da UEMASUL, juntando-se às demais etapas de crescimento da universidade.

Ao iniciar o processo de implantação deste curso, a gestão superior participou de reuniões e firmou parcerias com organizações da área da saúde – como a Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil (OPAS) –, fez visitas à outras universidades e, em novembro de 2018, promoveu o Seminário Internacional de Formação Médica, reunindo professores de universidades internacionais e nacionais para a troca de experiências sobre a formação de médicos.

O evento trouxe relatos e dados sobre o ensino de Medicina em Universidades da Nicarágua, Argentina, Canadá e Cuba, além do Brasil, nos estados de Roraima, São Paulo, Pernambuco e Rio Grande do Norte; proporcionando um debate sobre a importância da formação de profissionais ancorada nas potencialidades e necessidades da região, para fortalecer o sistema de saúde do estado e elevar a qualidade de vida dos maranhenses. Em 2019, o projeto pedagógico do curso de Medicina será apresentado junto ao Conselho Universitário da UEMASUL.

Quanto aos cursos já oferecidos na Universidade, 2018 foi um ano de muitos investimentos em melhorias da estrutura, que chegam à casa de 3,2 milhões de reais. Todos os cinco Centros foram beneficiados com investimentos nas bibliotecas e laboratórios, com a aquisição de livros, equipamentos, manutenção de equipamentos, mobiliários, eletrodomésticos e materiais de consumo necessários para os laboratórios.

A professora Sheila Nunes, Pró-Reitora de Planejamento e Administração da UEMASUL, ressalta a importância destes investimentos. “Ano passado fizemos a reforma física da biblioteca central e desde lá pudemos adquirir novos títulos, para oferecer publicações atualizadas e beneficiar mais alunos. Nós reconhecemos que é fundamental associar as aulas teóricas, aulas práticas, pesquisas e experimentos. Muitas destas atividades podem ser desenvolvidas nos laboratórios, que na maioria das vezes são utilizados por mais de um curso, por isso, este ano, adquirimos equipamentos para modernizar e até mesmo montar alguns novos, como o de Genética e Biologia Molecular, que é uma conquista da universidade.”

Confira no infográfico alguns dos investimentos deste ano:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *