EDITAL IGNÁCIO RANGEL – UEMASUL receberá 6 doutores na categoria professor visitante

Uma iniciativa do Governo do Maranhão por meio da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema), o Programa de Apoio a Pesquisas Voltadas ao Desenvolvimento – Ignácio Rangel selecionou através de edital público 15 pesquisadores doutores de todo o Brasil que desenvolverão suas pesquisas nas universidades maranhenses.

O edital tem como objetivo apoiar projetos de pesquisas voltados aos estudos e proposições sobre questões estratégicas para o desenvolvimento do Brasil e do Maranhão, resultando na produção de subsídios ao Poder Público nas esferas federal, estadual e municipal. A Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UEMASUL) receberá 6 pesquisadores que se integrarão em atividades de ensino, pesquisa e extensão da instituição. “Será um grande avanço para a UEMASUL uma vez que estes seis doutores estarão em sala de aula, nos laboratórios e contribuindo com os nossos projetos e eventos científicos”, afirmou a reitora da UEMASUL, Elizabeth Nunes Fernandes.

De acordo com o governador Flávio Dino, o edital Ignácio Rangel nasceu de uma inquietação quanto às várias pobrezas existentes. “Há várias pobrezas que devemos combater num estado tão massacrado como o Maranhão. Uma delas é, sem dúvida, estar na limitação do debate de ideias. E é isso que buscamos fomentar, apoiando as nossas universidades, garantindo que a Fapema cumpra a sua missão e dobrando o número de bolsas de pós-graduação no estado, porque acreditamos na importância dessas ações relativas à ciência e à tecnologia para combater todas as formas de pobreza e o edital Ignácio Rangel tem esse propósito”, destacou o governador na cerimônia de assinatura e entrega dos termos de outorga dos contemplados.

Um dos aprovados foi William de Jesus Ericeira Mochel Filho, que tem doutorado em Zootecnia pela Universidade Federal do Ceará.. Ele apresentou a proposta pesquisar a integração lavoura-pecuária-floresta. “O título do meu projeto é ‘Fisiologia, características estruturais, produção de forragem e características do solo sob pastagem de capim-massai em sistema de integração lavoura-pecuária-floresta na Amazônia maranhense’, e um dos objetivos do meu projeto é estudar a mitigação dos gases do efeito estufa, contextualizando com a realidade regional”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *