SALA DE IMPRENSA

museu de imperatriz

UEMASUL discute criação do museu histórico de Imperatriz

O museu irá resgatar a história de Imperatriz e suas tradições, fortalecendo as culturas local e regional.


Ascom UEMASUL

Sete pessoas sentadas à mesa das autoridades, entre elas a reitora da UEMASUL. Em frente à mesa pessoas sentadas assistem à explanação do assunto.

A criação do museu será um marco importante para a cidade de Imperatriz. Foto: Ascom/UEMASUL.

A UEMASUL participou de uma reunião técnica para a criação do Museu Histórico de Imperatriz Adalberto Franklin. O projeto é uma iniciativa da Superintendência Regional de Cultura e Turismo do Governo do Estado, em parceria com entidades privadas, reunindo atores ligados à cultura e memória da cidade, e pretende promover a integração da cultura maranhense.

O museu tem por objetivo contribuir para a tomada de conhecimento das matrizes culturais da população de Imperatriz, além de estimular a integração da cultura em todo o território maranhense e de salvaguardar o patrimônio histórico da região. O Museu Histórico de Imperatriz receberá o nome do ex-jornalista, escritor, historiador e advogado Adalberto Franklin, falecido em 2017, um importante personagem  da história de Imperatriz.

O irmão de Adalberto Franklin, vereador José de Arimatéia, falou sobre a importância da homenagem. “Enquanto família de Adalberto, vejo com muita felicidade que o museu leve o nome dele.  Todos sabemos que Adalberto Franklin foi um grande historiador, com vários títulos de livros, e se dedicou a resgatar a história da nossa cidade, região e estado. Em vida, ele lutou muito para que Imperatriz pudesse ter um museu para guardar a sua história e, onde estiver, estará muito feliz que seja instalado aqui e, mais ainda por levar seu nome. Só tenho a agradecer a iniciativa do pessoal da cultura e agora do governo do estado, junto à Suzano, implantando o museu na cidade”. 

Anderson Lindoso, Secretário de Estado da Cultura do Maranhão, aponta o momento como um marco para a história da cidade. “É um momento de grande importância para  Imperatriz, na medida em que um museu serve muito mais que um depósito de guardar de equipamentos, de documentos e obras. Ele é um espaço que torna viva a cultura e dinâmica, de forma que as gerações futuras tenham o sentimento de pertencimento pelas tradições e transformações, pelos acontecimentos históricos que nos levaram a ser o que somos hoje. É um momento ímpar que vai fazer com que Imperatriz entre na rede estadual de museus, do Estado do Maranhão, e a partir daí faça parte desse roteiro. Tendo a sua exposição permanente e recebendo as exposições periódicas para fazer esse intercâmbio entre o que nós temos de cultura no norte do estado ou na capital, com o que temos aqui. É levar o que tem aqui e expor lá para que a gente possa fazer uma integração maior da cultura maranhense”.

A Comissão será composta por membros da Secretaria de Educação do Governo do Estado (SEDUC), Secretaria de Estado da Cultura do Maranhão (SECMA), Academia Imperatrizense de Letras de Imperatriz (AIL), famílias e Universidades. O museu será dividido em oito espaços e dará destaque maior para a regionalidade Tocantina e personalidades de Imperatriz, como o jornalista e historiador Adalberto Franklin.


SIGA A UEMASUL NAS REDES SOCIAIS

PRÓ-REITORIAS
UNIDADES ACADÊMICAS
CONHEÇA A UEMASUL

Campus Imperatriz

(99) 3525 7875
R. Godofredo Viana, 1300 – Centro
CEP: 65901- 480
Imperatriz-MA

Campus Açailândia

(99) 3538 4509
Rua Topázio, 100 – Vila São Francisco
CEP: 65930-000
Açailândia-MA

Campus Estreito

Av. Brejo do Pinto, S/N – Brejo do Pinto
CEP: 65975-000
Estreito-MA

Brasão UEMASUL.

Universidade Estadual
da Região Tocantina do Maranhão

CNPJ: 26.677.304/0001-81
Criada nos termos da Lei Nº 10.525 de 03/11/2016

© 2020 – Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por SEATI MA.

X