SALA DE IMPRENSA

02/10/2020

I Seminário de Letras e Antropologia: Saberes, Humanidades e Ensino

O evento é promovido pelo de curso de Letras, Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa do Centro de Ciências Agrárias, Naturais e Letras – CCANL da UEMASUL.


Ascom UEMASUL

Estão abertas as inscrições para o “I Seminário de Letras e Antropologia: Saberes, Humanidades e Ensino”, promovido pelo curso de Letras, Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa do Centro de Ciências Agrárias, Naturais e Letras – CCANL da UEMASUL. O evento será realizado virtualmente entre os dias 28 de setembro e 02 de outubro, com transmissão pelo YouTube. A inscrição é gratuita e conta com certificação de 10 horas.

Programação:

 28 de setembro | 19h30   Conferência de Abertura

Intelectuais escreviventes decolonizando saberes
Palestrante: Lívia Maria Natália de Souza
Doutora em Literatura e Professora de Teoria da Literatura e Criação Literária na Universidade Federal da Bahia (UFBA). Poeta e autora dos livros “Água Negra” (Prêmio Banco Capital de Poesia/ EPP, 2010), “Correntezas e Outros Estudos Marinhos” (Ogum’s Toques Negros, 2015), “Água Negra e Outras Águas” (Caramurê, 2016), “Dia bonito pra chover” (Prêmio APCA de Melhor Livro de Poesia/ Malê, 2017) e “Sobejos do Mar” (Caramurê, 2017).


 29 de setembro | 15h   Mesa I: Literatura e Ensino
Mediação: Camila Perez (UEMASUL)

Reflexões sobre o ensino de Literatura Portuguesa Contemporânea
Palestrante: Annie Figueiredo
Doutoranda em Literatura e Interculturalidade pela Universidade Estadual da Paraíba e Professora de Literaturas de Língua Portuguesa da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. Participa dos Grupos de Pesquisa da UEPB: Literatura e cultura afro-brasileira, africana e da diáspora; Observatório de Crítica Literária, ensino e criação; e BIOS – Núcleo de Estudos em Biopolítica e Filosofia Contemporânea.

Literatura indígena e Educação Escolar Indígena: instrumentos de luta e resistência
Palestrante: Tiago Nhandewa
Mestrando em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo. É formado pelo Magistério Superior Indígena para Educação Infantil e Ensino Fundamental pela mesma instituição. Professor e Coordenador pedagógico na educação básica modalidade Educação Escolar Indígena. Membro e fundador do Fórum de Avaliação dos Professores Indígenas do Estado de São Paulo. Membro do GT “Por uma Licenciatura Intercultural no Estado de São Paulo” da Universidade Federal de São Paulo. Autor do livro “Quando Eu caçava Tatu e outros bichos” (2020).


 30 de setembro | 15h   Mesa II: Etnografia e Literatura
Mediação: Rogério Fernandes dos Santos (UEMASUL)

Leiris, Griaule. Duas formas de objetividade etnográfica no entreguerras francês
Palestrante: Luís Felipe Sobral
Doutor em Antropologia Social pela Universidade Estadual de Campinas. Coordenador do projeto “Historiografia da Antropologia”, em execução no Departamento de Antropologia da Unicamp. Pesquisador da sessão “Histoire de l’anthropologie française et de l’ethnologie de la France (1900-1980)” de Bérose (Encyclopédie Internationale des Histoires de l’Anthropologie), na França (CNRS). Autor do livro “Bogart duplo de Bogart. Pistas da persona cinematográfica de Humphrey Bogart, 1941-1946” (Terceiro Nome, 2015).

Liev Tolstoi, da juventude à maturidade: notas sobre Dois Hussardos e A Morte De Ivan Ilitch
Palestrante: Lucas Ricardo Simone
Doutor em Letras, com tese defendida no programa de Literatura e Cultura Russa da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. É professor de língua russa e tradutor, tendo publicado a peça Pequeno-burgueses e A velha Izerguil e outros contos, ambos de Maksim Górki (Hedra, 2010). Traduziu contos de Odóievski, Kuprin, Tchekhov, Górki, e Ilf e Petrov para a Nova antologia do conto russo (Editora 34, 2011). Mais recentemente, publicou traduções de duas obras de Fiódor Dostoiévski, A aldeia de Stepántchikovo e seus habitantes (Editora 34, 2012) e Memórias do subsolo (Hedra, 2013), além da coletânea O artista da pá, de Varlam Chalámov, terceiro volume da série Contos de Kolimá (Editora 34, 2016), do livro O fim do homem soviético, de Svetlana Aleksiévitch (Companhia das Letras, 2016), e do Diário de Kóstia Riábtsev, de Nikolai Ognióv (Editora 34, 2017).


 01 de outubro | 15h   Mesa III: Autobiografia
Mediação: Thaís Waldman (USP)

Escrita autobiográfica trans e reimaginação de horizontes possíveis
Palestrante: Luiza Ferreira Lima
Doutorande em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo. Bacharel em Direito e Ciências Sociais pela USP e mestra pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da mesma Universidade. Membro do Coletivo de Estudos de Corpo e Cidade (COCCIX/NAU/USP) e do Núcleo de Estudos dos Marcadores Sociais da Diferença (NUMAS/USP).

Autobiografia e prostituição
Palestrante: Lauren Zeytounlian
Doutoranda em Ciências Sociais/ Estudos de gênero pela Universidade Estadual de Campinas. Bacharel e mestra em Ciências Sociais pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Membro do Núcleo de Estudos de Gênero – Pagu (Unicamp) e do Núcleo de Estudos dos Marcadores Sociais da Diferença (NUMAS/USP).


 02 de outubro | 19h30   Conferência de Encerramento

Uma narrativa de des-conquista. Os Canela do Maranhão e eu: Tecendo Redes de Tradução e de Tradição
Palestrante: Marília Librandi
Doutora em Teoria Literária e Literatura Comparada pela Universidade de São Paulo. Diretora substituta do programa de português da Universidade de Princeton, e colaboradora do Brazil Lab. Orienta estudantes indígenas e não-indígenas no programa de pós-graduação Diversitas (USP). Autora de “Escrever de Ouvido. Clarice Lispector e os romances da escuta”, a ser lançado em 2020, pela Editora Relicário. Coordena o podcast “Clarice 100 Ears”, disponível em diversas plataformas como Spotify. É também autora de “Maranhão-Manhattan. Ensaios de Literatura Brasileira” (7 Letras, 2009), e co-editora de “Transpoetic Exchange: Haroldo de Campos, Octavio Paz and other multiversal dialogues” (Bucknell University Press, 2020).


FAZER INSCRIÇÃO

Para receber o certificado de participação é necessário ter acompanhado pelo menos 70% da programação. A transmissão acontecerá no canal oficial da UEMASUL no YouTube.

Dúvidas e mais informações podem ser obtidas pelo e-mail seminario.letras.antropologia@uemasul.edu.br.


SIGA A UEMASUL NAS REDES SOCIAIS

PRÓ-REITORIAS
UNIDADES ACADÊMICAS
CONHEÇA A UEMASUL

Campus Imperatriz

(99) 3525 7875
R. Godofredo Viana, 1300 – Centro
CEP: 65901- 480
Imperatriz-MA

Campus Açailândia

(99) 3538 4509
Rua Topázio, 100 – Vila São Francisco
CEP: 65930-000
Açailândia-MA

Campus Estreito

Av. Brejo do Pinto, S/N – Brejo do Pinto
CEP: 65975-000
Estreito-MA

Brasão UEMASUL.

Universidade Estadual
da Região Tocantina do Maranhão

CNPJ: 26.677.304/0001-81
Criada nos termos da Lei Nº 10.525 de 03/11/2016

Marca do Governo do Maranhão

© 2022 – Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por SEATI MA.